Menu

Ainda o mesmo, casamento!


Ainda hoje li num dos blogs que habitualmente sigo que há muita boa pessoa que acha o casamento, por outras palavras e muito resumidamente, um completo desperdício de dinheiro e tempo. O que dizer a essas pessoas? Nada! Respeito as opiniões de cada um e não sou ninguém para convencê-las do contrário. Mas sou da opinião que quando decidimos dar um passo tão importante na nossa vida, não estamos a pensar na facilidade de se divorciar, quando nos casamos, acreditamos verdadeiramente que esse amor é para sempre e não pensamos (muito!) no dinheiro que vamos gastar.

Não casar é opção mais económica e prática? Não necessariamente. Podemos casar e não fazer uma festa de arromba com os tios e primos afastados, conhecidos e conhecidos dos conhecidos. Podemos sim, fazer uma festa mais reservada à família mais chegada e aos melhores amigos ou ainda não fazer festa. E se é para falarmos do que é mais económico, os casais em certas situações têm benefícios a nível fiscal e vantagens na aquisição de crédito. Por isso, a “desculpa” do mais económico não é válida.

Quanto ao prático, é certo que um casamento não se organiza em um dia, mas o casamento é O Dia, é a concretização de um sonho a dois e quem acredita no casamento, sabe que vai querer tornar esse momento inesquecível. Por isso temos de torná-lo memorável,  com toda “a popa e circunstância” merecida e devida.

Para alguns, tudo o que eu acabei de escrever, pode não ter sentido algum. Para mim, o casamento faz todo o sentido.

Comments (0)

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *


six × 7 =