Menu

Parece que passamos o teste. Depois de um dia de muita chuva, acordei com o sol a dar o ar da sua graça. Afinal de contas, vivo numa ilha sub-tropical e com todos estes microclimas, não admira que estejamos com dias de sol, depois da “tempestade” de ontem. O pior já passou, graças a Deus, e parece-me que vamos ter um fim-de-semana em grande.  Pelo menos assim o espero, apetece-me sair de casa, passear, namorar, ver montras (saudadddddess!!), ter sol, muito sol.

É incrível como o nosso estado de espírito varia consante o estado do tempo. Ontem estava uma pilha de nervos, por não poder sair do trabalho, enquanto via meio Funchal já em casa, por pensar mil e uma coisas terríveis que poderiam acontecer, por ter entrado água dentro do escritório (não me perguntem, também eu ainda não percebi como nem porquê) e parecer que lá dentro estava a chover mais do que fora. E por não ter conseguido ir almoçar, devido aos rios de água que corriam nos passeios. Saí, quando ainda estava a chover pouco, com intenção de almoçar, intenção essa que falhou, não me restando alternativa senão voltar ao escritório e ter de meter os pés todos dentro de água para conseguir entrar no Edifício. Mais tarde, quando a chuva deu tréguas, fui buscar um prego* no bolo do caco ao bar ao lado. Hoje estou feliz, por já termos de passar pelo mesmo, por estar um dia lindo com sol e por estarmos quase quase de fim-de-semana.

*Prego é o mesmo que dizer bife de vaca no pão.

Mudando de assunto, li algures por aí que há, pelo menos, um blogger que faz do seu blog uma espécie de horário(não diário, perceberam a lógica, não?!). Será que ainda não se deu conta que existe o Twitter para esse tipo de notas?

Comments (0)

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *


× 9 = thirty six