Menu

Em serviços em que é necessário haver horários por turnos, há sempre quem queira “fugir” ao seu destino. E quando digo isto, falo daquelas pessoas que se acham mais espertas que os outros, que têm uma vida ocupadíssima e que precisam de estar constantemente a trocar de horários porque têm sempre uma reunião ou um assunto muito importante para tratar. Ora bem! Eu também podia arranjar mil e uma desculpas para não vir trabalhar naquele horário tão chato e que nos tira horas de sono, mas não o faço. Porque sei quais são as minhas responsabilidades e não preciso de tentar evitar o inevitável. Só mesmo em casos extremos é que peço para trocar de horário.

Por outro lado, quando uma colega está sistematicamente a pedir à mesma pessoa para fazer trocas, porque foram simpáticas e acederam fazer a troca uma ou duas vezes, aí o caso torna-se preocupante. E o resto das outras pessoas que ali trabalham? Hum? E quando recusamos, ficam amuadas…sim, porque geralmente são as mulheres que têm esse tipo de comportamento. Há que ter paciência!

Falando de outro assunto completamente diferente, estou a ficar viciada no programa “Say Yes to the Dress”, no Discovery Travel & Living.

 

Comments (1)
  1. Raquel 06/04/2011 at 16:51

    Pois imagino a tua situaçao! Isto de colegas de trabalho tem muito que se lhe diga…Eu tb hoje assisti a uma cena altamente injusta… pois aqueles que sempre foram aplicados, que dao sempre o seu melhor e têm de abdicar da sua vida pessoal para fazer mais ainda (sim porque estes nunca se cansam!), quando fazem mais qualquer coisa nao sao reconhecidos ou nunca parece ser suficiente…Agora aqueles que nunca fizeram nada/nem nunca se importaram fazer e fazem qualquer coisa…Sao vistos como um “Deus” e ja passam a ser os melhores e maiores!!…Ai vida!!!! ps-Tb ja vi esse programa e gostei so que agora nunca mais tive tempo para ver tv a serio e pelos vistos nos proximos tempos tb nao terei..;(

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *


× seven = 7