Menu

gripe

Fim-de-semana em casa

Mais uma semana de trabalho que passou a correr. E que, por sinal, não acabou da melhor forma. Já sentia o corpo dorido logo pela manhã de Sexta, por isso a vontade de trabalhar era muito pouca e o desejo que o dia passasse a correr, ainda mais depressa, era grande. Só podia ser gripe, pensei eu! Não me enganei, afinal de contas, já me conheço há umas quantas décadas. Felizmente, ou infelizmente, a febre só apareceu à noite e teimou em acompanhar-me até ao fim do dia de ontem. Claro está que só sentia-me bem a dormir ou a ver televisão na cama, bem quentinha. O T. fez-me companhia praticamente o dia todo e, inclusive, preparou o almoço. É tão fofo e atencioso, o meu lindo! Hoje já estou melhor, pelo menos já consegui sair da cama. Ou melhor, passei da cama para o sofá, mas já me sinto melhor, já não tenho febre nem sinto tonturas, como ontem. Uma coisa mantêm-se desde ontem, não saí de casa e passei o tempo quase todo a ver televisão. Posso resumir este fim-de-semana em uma palavra: descanso. Mas não o recomendo a ninguém, pelo menos nas mesmas circunstâncias. O que não me pode falta neste momento, são estes amiguinhos.